Governo do Distrito Federal
27/04/22 às 16h54 - Atualizado em 27/04/22 às 16h55

SMDF realiza 2° Reunião de 2022 do Fórum Distrital Permanente das Mulheres do Campo e do Cerrado

O grupo se reuniu com o objetivo de reunir as demandas de mulheres representantes de diversos grupos

 

“O Fórum é de suma importância para nós, mulheres do campo, pois é por meio dele que discutimos políticas públicas e rerforçamos o empoderamento das mulheres que estão lá na ponta, que são as que mais precisam de informação. Aqui, cada cadeira é representada por uma secretaria e é onde nós trazemos as nossas demandas para a mesa”, explicou Edileuza Laurentino, moradora da área rural de Ceilândia e representante da Rede de Mulheres Rurais do Distrito Federal e 21 Municípios no Fórum Distrital Permanente das Mulheres do Campo e Cerrado.

 

Edileuza foi uma das mulheres que participaram da 2ª reunião do Fórum em 2022, promovida pela Secretaria da Mulher (SMDF) com o objetivo de discutir a agenda de de ações dos próximos meses, voltadas para a comunidade que vive área rural. Também foram discutidos os encaminhamentos para 2022 da Comissão de enfrentamento à Violência, uma parceria com a Secretaria de Educação e o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios.

 

O encontro, conduzido pela Secretária da Mulher, Vandercy Camargos, reuniu representantes das secretarias de Turismo, Agricultura, do Trabalho, do Desenvolvimento Social, do Transporte e Mobilidade, da Educação, da Justiça e Cidadania, da Segurança Pública e a Defesa Civil, assim como representantes de mulheres indígenas, quilombolas e rurais que estão à frente de associações, redes e conselhos ligados a movimentos de luta pela terra.

 

Durante o encontro, foram apresentados os resultados alcançados pelo projeto “Ação Mulher no Campo” da SMDF, que une os esforços de diversos órgãos do Governo do Distrito Federal e de parceiros não governamentais com a proposta de facilitar o acesso da população a diversos serviços públicos, como saúde, trabalho e direitos sociais.

 

Desde junho de 2021, o projeto visitou treze pontos do DF e realizou 12.357 atendimentos em comunidades do campo.

Governo do Distrito Federal