Governo do Distrito Federal
14/02/22 às 11h32 - Atualizado em 14/02/22 às 11h32

Representantes da rede distrital de combate à violência de gênero se reúnem

O encontro estabeleceu os próximo passos do grupo criado para fortalecer a rede de enfrentamento conta a violência feminina no DF

Foi realizada a 1ª Reunião da Rede Distrital de Promoção da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, criada pelo Decreto nº 42.808, de 14 de dezembro de 2021.

Além da Secretária da Mulher, Ericka Filippelli, estiverem presentes no encontro virtual representantes das Secretarias de Saúde; de Desenvolvimento Social; de Justiça e Cidadania; de Segurança Pública; de Educação; Polícia Civil; Polícia Militar; Corpo de Bombeiros Militar; Tribunal de Justiça; Ministério Público e Defensoria Pública, todos do Distrito Federal.

A pauta foi esclarecer como cada órgão pode contribuir para fortalecer a rede de enfrentamento à violência, já existente no DF, e elaborar, nos próximos meses, um plano de trabalho e ação integrado para a proteção da mulher, com detalhamento das ações a serem executadas com tal finalidade.

O próximo encontro está agendado para o dia 24 de fevereiro. Nesta data, cada pasta deverá apresentar as ações e as propostas pertinentes a sua temática para atender às recomendações da CPI do Feminicídio, além das contribuições que visam o fortalecimento da atuação da rede.

“Acredito que a gente tem hoje, na rede de enfrentamento do DF, programas extraordinários não só para denúncia, como o ‘Maria da Penha On-Line’; o ‘Proteja-se’; o ‘Viva Flor’, mas também para prevenção, como a ‘Aliança Distrital’ e o ‘Maria da Penha vai à Escola’. Ainda temos os nossos Centros Especializados de Atendimento à Mulher; a Casa da Mulher Brasileira, além políticas e programas junto ao Judiciário, ao Ministério Público e à Defensoria. Então, o que precisamos é trabalhar no aprimoramento desses programas e na nossa integração”, reforça a secretária Ericka.

A Rede unirá esforços para traçar, em conjunto, as políticas de prevenção e de combate à violência de gênero. Cabe a seus membros, entre outras, a responsabilidade de monitorar e avaliar as medidas adotadas para garantir o cumprimento da legislação federal e distrital sobre o tema.

Governo do Distrito Federal