Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/02/14 às 18h10 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Inaugurado Centro Especializado de Atendimento à Mulher de Planaltina

Evento foi marcado por discursos inspirados e cheios de poesia

CEAM 1Brasília (14/02/2014) – As mulheres de Planaltina, cidade a 50 quilômetros do Plano Piloto de Brasília, têm agora muito o que comemorar. Elas ganharam nesta sexta-feira (14), durante evento marcado por discursos inspirados e cheios de poesia, o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam).

Entregue pelo GDF, o Ceam vai proporcionar apoio jurídico, acompanhamento psicológico e assistência social às mulheres que sofrem com a violência doméstica ou estão em situação vulnerável. O Centro está equipado com estrutura e pessoal para fazer 20 atendimentos por dia.

Saiba mais detalhes: Tudo pronto para a inauguração do Ceam de Planaltina

Planaltina ocupa o segundo lugar no ranking da violência contra a mulher no DF. Só em 2013, a delegacia local registrou 1.288 ocorrências relacionadas à Lei Maria da Penha. Uma média de 3,5 casos por dia. Esse índice só é superado pela Ceilândia, com 2.315 casos no ano passado.

“Aqui vamos poder atender as mulheres em momentos de grande fragilidade”, disse a secretária da Mulher, Olgamir Amancia, no evento de inauguração do Ceam, que fica no Jardim Roriz, Área Especial, Entrequadra 1 e 2.

Ela afirmou que, com a entrega do novo Centro, o terceiro em funcionamento no DF (os outros dois são o da estação do Metrô na 102 Sul e o da Rodoferroviária), o GDF dá mais um passo para garantir o exercício pleno dos direitos femininos e a autonomia das mulheres.

CEAM 2“Foi o governador Agnelo que criou a Secretaria da Mulher. E o DF é considerado hoje a unidade da federação mais bem equipada para atender o público feminino. Além do Ceam, temos a melhor Casa Abrigo do país, temos o Ônibus da Mulher. Com isso, estamos  trabalhando para ter uma sociedade livre da opressão, da discriminação contra a mulher”, disse a secretária.

Antes de concluir a sua intervenção, Olgamir alertou os presentes para uma árvore artesanal que estava ao lado do palco, ornamentada com pequenos potes de vidro coloridos. “Ela foi feita pelos servidores. É para que vocês coloquem nos potinhos papéis contendo tudo o que vocês desejam ver realizado neste Ceam”.  

Além da secretária Olgamir, discursaram a primeira-dama, Ilza Queiroz; o juiz Webber Cavalcante, do Juizado de Violência contra a Mulher de Planaltina; a secretária da Criança, Rejane Pitanga; a promotora Lúcia Helena, do MPDFT;  o deputado distrital Cláudio Abrantes (PT); e os administradores de Planaltina, Nilvan Pereira, e de Brasília, Messias de Souza.

Ao encerrar o seu discurso, em que destacou a importância do Ceam e o compromisso do GDF com as mulheres, a primeira-dama, Ilza Queiroz, lembrou texto do dramaturgo francês Victor Hugo, um dos expoentes do Romantismo.

CEAM 3“O homem é a águia que voa/A mulher é o rouxinol que canta/Voar é dominar o espaço/Cantar é conquistar a alma/O homem está colocado onde termina a terra/A mulher, onde começa o céu”, recitou a primeira-dama. Antes, o deputado Claudio Abrantes já havia declamado uma poesia em homenagem às mulheres, dando início ao clima de leveza que marcou o evento.

Mais de 300 pessoas, entre servidores da Secretaria da Mulher, representantes de entidades feministas e parceiras e moradoras da cidade, participaram da inauguração. Elas ocuparam as cadeiras sob toldos brancos ou se espalharam em torno do palco, montado na área externa do Ceam – um terreno de mais de mil metros quadrados.

Ao final, a secretaria Olgamir e a primeira-dama, Ilza Queiroz, junto com demais convidados, descerraram a placa de inauguração, na entrada do Centro. “Com esse gesto estamos dando o melhor presente que poderíamos oferecer às mulheres de Planaltina: um lugar onde elas terão apoio à autoestima e à dignidade”.

Ascom SEM/DF
3961-1782 e 9272-9702