Governo do Distrito Federal
3/05/22 às 12h12 - Atualizado em 3/05/22 às 12h21

Mais 286 novos servidores em três pastas

Os nomeados pelo governador Ibaneis Rocha, nesta segunda (2), ficarão nas secretarias de Desenvolvimento Social, da Mulher e da Justiça e da Cidadania

 

O governador Ibaneis Rocha nomeou, na manhã desta segunda-feira (2), 286 aprovados em concursos públicos para as secretarias de Desenvolvimento Social (Sedes), da Mulher (SMDF) e da Justiça e Cidadania (Sejus). Ao todo, são 193 servidores da carreira de assistência social e 93 da socioeducativa. Desses, 58 ficam na Sedes, 55 na SMDF e 173 na Sejus.

 

“Fico muito feliz quando faço esses atos de nomeação, porque sou daqueles que foram criados na advocacia, valorizando muito o serviço público. O serviço público tem uma grande vantagem sobre os mandatos eletivos; ele leva políticas permanentes e a memória do Estado”, destacou o governador.

 

Novos servidores foram empossados na manhã desta segunda (2) | Fotos: Lucio Bernardo/Agência Brasília

 

O chefe do Executivo citou as políticas que foram resgatadas e criadas na área da assistência social e que são atendidas pelos servidores públicos. “Para vocês terem uma ideia, só no Cartão Prato Cheio são mais de 40 mil famílias atendidas. Se você pegar o Cartão Gás, são 70 mil famílias. E o DF Social são milhares. Todo esse trabalho é feito por servidores públicos. Tenho muito orgulho dessas três secretarias que fazem a assistência social por completo aqui na nossa cidade”, completou.

 

No caso da Sedes, as nomeações se juntam às mais de 800 feitas só nesta gestão. “Foram mais de dez anos sem nomeação de um único servidor. Em meio à pandemia, falar de assistência social se tornou mais do que uma necessidade, é uma urgência. Então, é preciso que ocorra mesmo essa nomeação para que a gente possa colocar servidores efetivos ali nas pontas”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

 

Os 58 servidores nomeados da Sedes atuarão nas unidades do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), nos restaurantes comunitários e nas equipes itinerantes. “Pela primeira vez teremos uma equipe itinerante para atender aquela população que não consegue chegar às unidades assistenciais; também pela primeira vez, teremos um nutricionista em cada restaurante comunitário e um especialista em direito nos Creas”, acrescentou a secretária de Desenvolvimento Social.

 

Equipes robustas

 

À Secretaria da Mulher serão incorporados 55 novos servidores, dos quais 38 são especialistas em assistência social – que atuarão nas áreas de direito e legislação, pedagogia, psicologia, serviço social, administração e ciências contábeis –  e 17, agentes sociais.

 

“É um grande esforço na nossa equipe que trabalha incansavelmente para atender as vítimas de violência contra a mulher e dar-lhes uma oportunidade de empoderamento”, disse a secretária da Mulher, Wandercy Camargos. De acordo com a titular da pasta, com a chegada dos novos servidores, a secretaria, criada em 2019, terá 187 servidores efetivos. “Vai reforçar exatamente esse trabalho nosso nos equipamentos”, declarou.

 

A Sejus passará a contar com 173 novos servidores – 80 da carreira de assistência social em 56 especialidades, incluídos 24 técnicos, e 93 da carreira socioeducativa. “É muito importante, porque é um pessoal que vem para somar. Até agora são mais de 800 servidores nomeados, tudo isso para atender o serviço essencial ao público. [Os nomeados] ajudarão a recompor o quadro de atendimento nas unidades socioeducativas e nas áreas de enfrentamento às drogas, apoio às vítimas de violência, entre outras áreas da secretaria”, avaliou o secretário de Justiça e Cidadania, Jaime Santana.

 

Dos empossados, 58 ficam na Sedes, 55 na SMDF e 173 na Sejus

 

O secretário de Economia, José Itamar Feitosa, salientou que o GDF continua apostando nas convocações e também na realização dos concursos públicos – tendo 34 atualmente em andamento –, tudo isso com as contas em dia. “Todos os nossos contratos são pagos em dia, e tudo isso se converte para a população”, ressaltou.

 

Luta concretizada

 

A secretária de Desenvolvimento Social fez questão de destacar o empenho do GDF em destravar a nomeação dos concursos públicos. “Essa luta por nomeação de servidores é árdua, mais de dez anos sem nenhuma única nomeação. Vem, então, o governador Ibaneis Rocha e exige a seu corpo de secretários o trabalho assertivo de cuidar da população, que é prestar atendimento, olhar para os necessitados e implementar programas”, defendeu.

 

A batalha também foi travada pelos aprovados que aguardavam a nomeação. Cleidston Rosa Junior foi aprovado como agente social e assumirá o cargo na Sedes. “Foi bem desgastante a ansiedade de conciliar trabalho com estudo e depois você ser aprovado e ter que voltar a estudar por não ter sido chamado, mas, graças a Deus, a nossa luta foi concretizada”, comentou. Agora, a sensação para ele é de alívio: “Reacendeu a minha vontade de correr atrás dos meus objetivos. Estou com muita vontade de atuar na linha de frente”.

 

Aprovada na área de especialista em pedagogia, Flavia Natercia Arruda Medeiros também relatou um período complicado. “Foi uma caminhada bem difícil”, recordou. Designada para a pasta da Mulher, Flavia se mostrou animada em iniciar os trabalhos: “Nós sabemos que os casos de violência doméstica infelizmente aumentaram, então a gente quer conseguir fazer um trabalho bonito até para dar empoderamento para essas mulheres”.

 

Presentes à solenidade de assinatura, os deputados Celina Leão e Claudio Abrantes também registraram o esforço dos concursados, que eles acompanharam durante as atuações parlamentares. “Esse é um governo que tem coragem de nomear as pessoas e de colocar programas sociais”, comentou a deputada federal.

 

Já o distrital destacou a importância da inclusão de novos servidores no GDF: “No final das contas, é bom para a população. É o governo que mais nomeou e em meio a um momento difícil da sociedade”.

 

Mais 286 novos servidores em três pastas

Governo do Distrito Federal