Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
25/11/22 às 15h37 - Atualizado em 25/11/22 às 15h38

Equipe da Secretaria da Mulher vai para a Rodoviária e leva informações sobre serviços de proteção às vítimas de violência doméstica

A ação aconteceu na data que marca o início da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”

 

Na manhã desta sexta-feira (25/11), Dia Internacional de Não Violência contra as Mulheres, quem passou pela Rodoviária do Plano Piloto pode receber o material informativo preparado pela Secretaria da Mulher (SMDF). Nos panfletos distribuídos, estão listados os canais de denúncia e os serviços de atendimento do Governo do Distrito Federal (GDF), voltados para o acolhimento e proteção das mulheres em situação de violência doméstica.

 

 

A iniciativa marcou o início da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. A unidade móvel da Secretária da Mulher ficou estacionada no piso superior da rodoviária, e uma equipe de servidores da secretaria estava disponível para orientar os interessados e para apresentar os equipamentos da pasta, como a Casa da Mulher Brasileira (CMB), a Casa Abrigo, os Centros Especializados de Atendimento à Mulher (Ceams) e os Núcleos de Atendimento à Família e aos Autores de Violência Doméstica (Nafavds).

 

A secretária da Mulher, Vandercy Camargos, explicou que o local foi escolhido de maneira estratégica, para atingir o maior público possível, com pessoas de diversas regiões administrativas e de variadas idades e profissões. “Hoje, nós estamos aqui para conscientizar e chamar a sociedade para trabalhar junto conosco no combate à violência contra a mulher”, destacou a chefe da pasta.

 

O objetivo da ação foi de levar informação à população sobre os diversos serviços que o GDF oferece para acolher as vítimas de violência de gênero. A iniciativa também reforça a importância da denúncia, além de mostrar os caminhos para fazê-lo, seja pela delegacia on-line, pelo Código Sinal Vermelho ou por meio do aplicativo Proteja-se, por exemplo.

 

Uma mulher, que preferiu não se identificar, aprovou a iniciativa. Com o material em mãos, ela contou que uma amiga havia acabado de denunciar uma violência sofrida e, assim, aproveitou para reforçar a importância de o Governo apoiar as mulheres que passam por este tipo de situação, bem como de incrementar a divulgação dos serviços de proteção.

 

A jovem Evelyn Rodrigues trabalha no Conjunto Nacional e passa pela rodoviária, um dos pontos mais movimentados do Distrito Federal, todos os dias. Ela diz que considera muito importante que o tema da violência contra a mulher seja discutido em sociedade: “Isso mostra que os serviços estão acessíveis. Assim, sabemos que uma mulher em situação de violência tem a possibilidade de mudar sua realidade a partir de uma atitude, de uma denúncia”.

 

Uma campanha pelo fim da violência de gênero

 

Campanha anual e internacional, os “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” surgiu em 1991, quando as ativistas do Instituto de Liderança Global das Mulheres se organizaram para chamar a atenção e para mobilizar as comunidades e as organizações de todo o mundo sobre a importância do engajamento na prevenção e na eliminação da violência contra as mulheres e meninas de todo planeta.

 

A luta ganhou força ao longo dos anos e persiste até hoje. O Governo do Distrito Federal e a Secretaria da Mulher abraçam essa campanha rumo à igualdade de gênero, pelo empoderamento feminino e pelo fim da violência de gênero.

 

A ação acontece mundialmente a partir de hoje, 25 de novembro, quando também é comemorado o Dia Internacional de Não Violência contra as Mulheres, até 10 de dezembro, “Dia Internacional dos Direitos Humanos”.

 

Para saber mais sobre os serviços de proteção às vítimas e combate à violência doméstica e familiar, oferecidos pelo GDF, acesse:

 

Canais de Denúncia

Governo do Distrito Federal