Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/10/13 às 21h59 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Ônibus da Mulher deixa Tabatinga com cem atendimentos

COMPARTILHAR

Entre os casos, guarda de filho e pensão alimentícia. Houve também atividades educativas. Unidade segue agora para outras áreas rurais

 

olgamir e rosangelaBrasília (10/10/13) – Em dois dias de trabalho no Núcleo Rural de Tabatinga, em Planaltina, o Ônibus da Mullher registrou pouco mais de cem atendimentos. A maioria pedido de informações sobre os serviços disponíveis na unidade móvel e sobre a Lei Maria da Penha, que pune violência doméstica. Mas houve casos de disputa pela guarda dos filhos e de pagamento de pensão alimentícia. Não ocorreu nenhum registro de agressão.

Além disso, foram promovidas atividades complementares de promoção e emancipação das mulheres. Na quarta (9), dia de abertura dos trabalhos, houve duas oficinas sobre direitos femininos na área externa da unidade móvel: uma sobre saúde e outra sobre gênero. Participaram 30 adolescentes da região de Tabatinga em cada oficina. As atividades foram repetidas nesta quinta (10), antes da conclusão dos trabalhos.

foto3“Para essas mulheres, que vivem na área rural, marcada fortemente pelas relações machistas e patriarcais, só em chegar aqui, no ônibus, já é uma vitória, uma prova de coragem”, disse a secretária Olgamir Amancia, da Mulher, que acompanhou o encerramento das atividades da unidade móvel em Tabatinga.

A partir de agora, o Ônibus da Mulher vai rodar por outras comunidades da zona rural do DF. Ele deve passar por Rio Preto, Núcleo Rural de Pipiripau e Jardim Morumbi, em Planaltina; e Assentamento Gabriela, Maranata, Rodeador e Curralinho, em Brazlândia. Logo que houver uma definição, a programação será divulgada.

Pacto Nacional – O Ônibus da Mulher, nome dado ao projeto das unidades móveis de atendimento às mulheres vítimas de violência no campo e na floresta, faz parte do Pacto Nacional de Combate à Violência contra a Mulher e integra o programa “Mulher, Viver sem Violência”, do governo federal.

As unidades móveis vão até às comunidades rurais para oferecer apoio psicológico, social e jurídico a mulheres vítimas de violência. O DF recebeu dois ônibus da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR). O atendimento é feito pelos técnicos da Secretaria da Mulher do DF.

Rosângela Rigo, secretária adjunta de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SEM-PR), também acompanhou o fechamento dos trabalhos do ônibus em Tabatinga.

Ela destacou o empenho dos servidores da Secretaria da Mulher do DF na gestão do projeto. “O DF está dando um exemplo para todo o País, está mostrando que é possível fazer atendimento eficiente e de qualidade em benefício das mulheres mais fragilizadas”, reconheceu ela.

Ascom SEM-DF
(61) 3961-1172