Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/09/15 às 17h52 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Moradoras de seis regiões debatem políticas para mulheres

COMPARTILHAR

Conferência regional do Recanto das Emas foi preparatória para o evento distrital, em dezembro. Próximas reuniões serão em Sobradinho, em Taguatinga e no Plano Piloto

InternaConferencia

Mais de 200 mulheres participaram, nesse sábado (12), da 1ª Conferência Regional de Políticas Para Mulheres, no Centro Educacional 804 do Recanto das Emas. Moradoras do Gama, do Riacho Fundo I e II, de Samambaia e de Santa Maria, além do próprio Recanto das Emas, compareceram ao local. A reunião teve o objetivo de debater e definir pautas a serem levadas à 4ª Conferência Distrital de Políticas para as Mulheres, em 5 e 6 de dezembro, que, por sua vez, é preparatória para o evento nacional, de 15 a 18 de março de 2016.

Organizado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos e pelo Conselho dos Direitos da Mulher do Distrito Federal, em parceria com a sociedade civil e com movimentos organizados, o encontro — com o tema Mais Direitos, Participação e Poder para as Mulheres — foi dividido em quatro eixos de discussão, cada um comandado por uma especialista convidada.

Jolúzia Batista, socióloga e assessora do Cfemea (Centro Feminista de Estudos e Assessoria), liderou a conversa sobre Contribuição dos Conselhos dos Direitos da Mulher e dos Movimentos para a Efetivação da Igualdade de Direitos e Oportunidades; Ana Julieta Cleaver, assessora especial da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, esteve à frente do tema Estruturas Institucionais e Políticas Públicas Desenvolvidas para as Mulheres; Flávia Biroli, professora do Instituto de Ciência Política da Universidade de Brasília, foi a responsável pelo eixo Sistema Político com Participação das Mulheres e Igualdade; e Jaqueline Mesquita, especialista na área de saúde, comandou a discussão sobre Sistema Nacional de Políticas para Mulheres.

Depois de uma explanação inicial de cada uma delas, no teatro da escola, cada eixo foi abordado em salas de aula separadas. Cento e vinte mulheres se inscreveram para participar das discussões. Dessas conversas sairá o relatório final da primeira conferência regional, com as principais demandas da comunidade, que será levado à conferência distrital de dezembro.

“As etapas regionais são fundamentais, não só para avaliar os trabalhos que estão sendo feitos pelo governo como também pelo Conselho dos Direitos da Mulher, mas, principalmente, por ser um momento para apontarmos os avanços que queremos”, explica a secretária de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Marise Nogueira. “Nessa primeira conferência tivemos um excelente número de mulheres, de diversos segmentos, que apresentaram suas demandas em busca de espaços institucionais mais empenhados em garantir os direitos das mulheres. Começamos com muita energia.”

As próximas conferências regionais ocorrem em Sobradinho, em 26 de setembro, no Centro de Ensino Médio 01; em Taguatinga, em 31 de outubro, no Centro de Ensino Médio EIT; e no Plano Piloto, em 14 de novembro, na Escola Parque 308 Sul. Toda a sociedade pode participar dos encontros. As inscrições poderão ser feitas online ou no local.

Fonte: Agência Brasília