Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/06/13 às 12h52 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

GDF amplia benefícios do programa Prospera

COMPARTILHAR

Medidas são válidas também para o Prospera Mulher, lançado em março deste ano por meio de uma articulação com a Secretaria de Trabalho

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, apresentou ontem, 11, mudanças importantes que alavancarão o desenvolvimento econômico do Distrito Federal e Região Metropolitana. Trata-se da ampliação dos benefícios no programa de microcrédito para pequenas (os) empreendedoras (os) – o Prospera.

O Prospera, após um ano de funcionamento, emprestou mais de  R$6 milhões a pequenos empreendimentos urbanos e rurais do DF e conquistou mais de 1.250 clientes (ativos) com as taxas de juros mais baixas do mercado. Com as mudanças apresentadas, o programa passa a ser mais moderno, ágil e menos burocrático, além de possibilitar o acesso ao crédito a setores e regiões atualmente excluídos do acesso aos serviços financeiros.

Entre as medidas dessa nova fase do Prospera estão: permitir o acesso ao crédito aos empreendedores da RIDE (Região Integrada de Desenvolvimento do Entorno do DF); ampliar os valores, os prazos e a carência dos empréstimos; permitir o acesso ao crédito para pessoas com restrição cadastral; criar o Bônus de Adimplência; tratamento diferenciado para cooperativas e para empreendedores beneficiários do DF Sem Miséria; contratar 15 novos agentes de crédito; apoiar as cooperativas e aos bancos comunitários, entre muitos outros.

Todas as mudanças foram proporcionadas pela nova lei sancionada hoje pelo governador Agnelo Queiroz para o Fundo de Geração de Emprego e Renda do DF (Funger), que existe desde 2005 e tem como principal política o Prospera, mas precisava de atualizações.

Recorte de gênero – Em março deste ano, as Secretarias da Mulher e do Trabalho lançaram o Prospera Mulher, que atende a uma das resoluções da Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres que visa garantir o acesso ao crédito e à capacitação técnica e financeira de mulheres empreendedoras, urbanas e rurais, com especial atenção às micro e pequenas empreendedoras, individuais e coletivas, com garantia e acesso à previdência social como direito universal.

“O Prospera Mulher é um programa de microcrédito orientado para as mulheres que já são, por ousadia, empreendedoras e que, se tiverem as condições adequadas, serão capazes de dar uma guinada em seus negócios, em suas vidas”, revela Olgamir Amancia, secretária de Estado da Mulher. O programa conta com a parceria do BRB e, entre outras vantagens, oferece taxa de juros de 0,54% ao mês, além da orientação gerencial.

A subsecretária de Políticas para as Mulheres da SEM-DF, Sandra Di Croce Patricio, lembra que o programa não foi pautado apenas na dimensão econômica. “Precisamos que as mulheres, além do acesso à renda e à educação financeira, por exemplo, também compreendam a realidade em que elas vivem e a desigualdade que está posta. Para isso, oferecemos condições para que todas tenham pleno conhecimento acerca dos seus direitos, de modo que enfrentem as adversidades que surgirem”, esclarece a subsecretária.

A artesã e empreendedora individual Aronilda Corina de Jesus (na foto – ao lado esquerdo da secretária Olgamir Amancia) aproveitou as vantagens do Prospera Mulher para investir em seu pequeno negócio. “Peguei o microcrédito para comprar materiais e produzir arranjos para o Dia das Mães. O escoamento da produção foi tão bom que, além de quitar as parcelas, ainda obtive uma boa margem de lucro. Em breve, farei novos investimentos”, declarou.

Nilda da Silva Couto, empresária do ramo de semijoias e lingeries, revelou que indicou o programa para as amigas e parabenizou o GDF pela iniciativa. “As operadoras de crédito e os bancos cobram juros muito alto, fato que até nos inibe de pegar uma carta de crédito. Com o Prospera Mulher, pude investir em novas lingeries e, assim que quitá-lo, farei novas aquisições”, expôs.