Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/05/13 às 18h33 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Condomínio Vale do Sol, em Planaltina, tem noite de dialogo sobre condição da mulher

COMPARTILHAR

Nesta terça-feira, a secretária de Estado da Mulher, Olgamir Amancia Ferreira, visitou a escola do condomínio Vale do Sol, em Planaltina, para debater junto com pais e mães daquela comunidade questões de gênero, direitos da mulher, autonomia e emancipação. A atividade contou com a participação de 50 pessoas, que puderam debater sobre sexismo e cultura patriarcal. Temas como violência contra a mulher também foram abordados.

Para a secretária Olgamir Amancia, esses encontros para debate e reflexão sobre a condição da mulher na sociedade é fundamental para o exercício da cidadania. “São nesses encontros que a gente analisa como somos vistas e como nos fazemos ser vistas. Esses espaços são extremamente importantes, porque a gente debate sobre a nossa temática e ainda levamos informação àquelas mulheres que ainda não têm conhecimento dos seus direitos”, disse.

Desde que o Conselho de Educação do Distrito Federal decidiu que as escolas do DF devem, ter dentro do conteúdo programático, atividades para debater questões de gênero, a secretaria da mulher passou a estar ainda mais perto da comunidade escolar a fim de estabelecer um diálogo com professores, alunos, pais e mães para reforçar que a violência contra as mulheres não está limitada a uma cultura, uma região ou um país específico, nem a grupos de mulheres em particular dentro de uma sociedade. As raízes da violência contra as mulheres decorrem da discriminação persistente contra elas, advindas da cultura patriarcal e machista.

A diretora da Escola Classe Vila do Sol, Vânia Mafra, considera fundamental que a escola participe desses debates com a comunidade. “Todos nós passamos a conhecer melhor os nossos direitos depois de uma palestra como essa. Mas eu lembro a essas mulheres que não podemos agora ficar paradas. Temos que ir atrás deles e aplicar esses nossos novos conhecimentos sobre gênero no nosso dia-a-dia para começarmos a desconstruir essa cultura”, avalia.

Para a professora Rosângela Fátima Silva, a participação dos presentes é fator fundamental para o trabalho de reflexão sobre a condição da mulher na sociedade. “É muito importante estarem todas aqui reunidos. É uma troca de experiências muito rica. A convivência com o outro é fundamental para a percepção das diferenças e assimilação delas”, avaliou.