Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/06/14 às 22h10 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Município do Pará vai adotar projeto da Secretaria da Mulher do DF

COMPARTILHAR

Prefeita de Parauapebas esteve em Brasília para conhecer o Selo Rede Mulher Artesã

Uma comitiva da Secretaria da Mulher de Parauapebas, município do sudeste do Pará, esteve em Brasília nesse final de semana para, entre outras coisas, conhecer o projeto Selo Rede Mulher, realizado pela Secretaria da Mulher do DF com grupos de artesãs da cidade.

A secretária Terezinha de Jesus Gonçalves dos Santos e assessores fizeram questão de dar uma passada no gramado em frente à Torre de TV, no Eixo Monumental, onde a Secretaria realizava o décimo-sétimo e último Encontro de Economia Feminista e Solidária.

Os encontros são a porta de entrada para o Selo Rede Mulher (leia mais abaixo). O projeto vai entrar, a partir de agora, na sua segunda fase, que é a edição do catálogo virtual com a história e os produtos das mulheres artesãs.

Durante a visita, a prefeita, acompanhada de assessores, conversou com os gestores da Secretaria, com as entidades parceiras e com as artesãs, procurando saber todos os detalhes sobre o funcionamento do projeto.

“Queremos que as artesãs de Parauapebas também tenham acesso a um projeto como esse. Isso é uma forma de incentivá-las a gerar emprego e renda”, ressaltou a prefeita, que prometeu implantar o Selo no seu município ainda este ano.

Mateus Guimarães, assessor especial da Secretaria e coordenador do Selo Rede Mulher, explicou que o principal objetivo do programa é “valorizar e promover o reconhecimento das mulheres bem como todo material produzido por elas, de forma que se incentive a autonomia socioeconômica das artesãs do DF”.

Saiba mais – O projeto Selo Rede Mulher é o principal instrumento de articulação do programa Rede Mulher Artesã, que tem como objetivo promover o reconhecimento, a valorização e a autonomia socioeconômica das artesãs e trabalhadoras manuais do Distrito Federal.

Para tanto, além do catálogo virtual e da seleção de 50 grupos que receberão o Selo Rede Mulher de Economia Solidária, a Secretaria da Mulher está articulando, por meio do projeto, a criação da Rede Mulher de Comércio Justo e Solidário.

O projeto é realizado pela Secretaria da Mulher em parceria com as secretarias de Trabalho, Micro e Pequena Empresa e Economia Solidária, Cultura, Turismo, Agricultura e as Administrações Regionais.

Conta ainda com o apoio do IFB, BRB, Emater-DF, Rede de Bancos Comunitários do DF, Sebrae, Associação Comercial, Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais (BPW), Cáritas Brasileira, Fórum de Economia Solidária do DF, Instituto Marista de Solidariedade e Rede de Economia Solidária e Feminista.

Ana Carolina Dinardo
Ascom SEM-DF
3961-1782 e 3425-4779