Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/11/13 às 17h56 - Atualizado em 29/10/18 às 11h13

Carretada Mulher está de volta a São Sebastião

COMPARTILHAR

Unidade móvel atenderá moradoras no período entre 11 de novembro e 6 de dezembro

As moradoras de São Sebastião terão a oportunidade de se consultar na unidade móvel da Secretaria de Saúde a partir desta segunda-feira (11). A “Carreta da Mulher” estará estacionada em frente a Regional de Saúde, Conj. 10 – Centro, até o dia 6 de dezembro, e deve atender cerca de 150 mulheres diariamente.

Por dia, serão realizadas 50 mamografias, 50 ecografias e 50 preventivos de câncer. Para ser atendida, a paciente deve apresentar documento de identidade, CPF, comprovante de residência e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

As marcações para atendimentos na Carreta serão realizadas no Centro de Saúde, às 8h e às 14h. O atendimento será realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h, e as senhas estarão disponíveis a partir das 7h.

A equipe é composta por um médico, dois técnicos de mamografia, um enfermeiro, uma secretária responsável por coordenar as senhas e outras 15 profissionais que auxiliam no cadastramento e orientação às pacientes.

Para as mamografias e ecografias é preciso apresentar o pedido médico, exceto para as mamografias em mulheres acima de 40 anos, e no caso do preventivo não há a necessidade de requisição médica. O exame é indicado para todas que tenham iniciado a vida sexual.

Aferição de pressão arterial e da taxa de glicemia e testagem rápida para HIV e sífilis são outros serviços oferecidos.

INFORMAÇÕES

– Para todos os exames, é necessário levar o documento de identidade e o Cartão Nacional de Saúde.

– As pacientes deverão comparecer no horário agendado e informar seus dados na mesa de recepção para receber senha e aguardar atendimento.

– Uma vez pronto o resultado, um médico dará todas as informações possíveis e, se necessário, poderá realizar o encaminhamento para consulta, tratamento ou outro exame complementar na própria carreta.

– Não há limites de exames para cada paciente.

– Sempre que possível, recomenda-se guardar os resultados dos exames para eventuais consultas.

Com informações da ASCOM