Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/07/15 às 18h11 - Atualizado em 29/10/18 às 11h14

Caravana da Juventude capacita jovens negros

COMPARTILHAR

Projeto chega a Samambaia nesta semana

Facilitar o acesso às tecnologias de informação e comunicação e capacitar os jovens negros para promover sua inserção no mercado de trabalho. Estes são alguns dos objetivos da Caravana da Juventude Negra que estaciona nesta semana em Samambaia Norte, na QN 210. O projeto é resultado de convênio entre a Secretaria de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do DF (Semidh) e a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir/PR).

As tecnologias de informação e comunicação difundiram-se de tal maneira que aprender informática, saber se relacionar nas redes sociais e dominar alguns softwares se tornaram pré-requisitos básicos no atual mercado de trabalho. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) divulgada em 2013, 53% dos brasileiros não têm acesso à internet.

“A Caravana da Juventude Negra surge como uma política de qualidade para os jovens no Distrito Federal, com ênfase nos jovens negros, grupo especialmente atingido pelas desigualdades, inclusive a exclusão digital. Incluir estes jovens no mundo da tecnologia da informação é um passo fundamental para promover seu acesso ao mercado de trabalho”, avalia o coordenador de Promoção de Políticas da Igualdade Racial (COPPIR) da Semidh, Victor Nunes.

Na Caravana, os jovens têm acesso gratuitos a cursos a relacionados a tecnologias da comunicação, inclusão digital, mídias sociais e empreendedorismo. Há ainda oficinas de elaboração de projetos para captação de recursos, de confecção de projetos culturais e de criação e montagem de reportagens. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, das 8 às 19 horas; e aos sábados, das 8 às 17 horas.

Pioneira em todo o país, a Caravana responde à implementação do Programa Juventude Viva no DF e leva em conta estatísticas que expõem a desigualdade racial como fator de vulnerabilização da juventude negra. “Com este projeto, pretendemos propiciar qualificação profissional, elevar a autoestima e descobrir e revelar talentos, oferecendo aos jovens negros oportunidades de um futuro promissor”, projeta o coordenador.

As doze primeiras regiões administrativas contempladas nesta primeira fase do projeto são aquelas apontadas pelo estudo “Análise de vulnerabilidades da juventude negra no DF”, da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), onde os jovens negros são especialmente afetados pelas discrepâncias socioeconômicas, uma vez que são os mais atingidos pelo problema do desemprego, da falta de capacitação e experiência.

Caravana da Juventude Negra
De 20 a 25 de julho de 2015
Das 8 às 21 horas
Samambaia Norte, Quadra 210 (no Estacionamento do Supermercado Caíque)
Gratuito